Domingo, 5 de Março de 2006

Boneca

BONECA.JPG

Apareceste

No meu recanto
Por detrás dos fetos.

A tristeza do teu olhar
Dilacerou o meu coração.
A rude mente humana
Retirou-te alegria e esperança
E lançou-te para o abismo.

Alimentei o teu magro corpo
Com comida, calor
e carinho.
Caminhei contigo,
mostrei-te os secretos
e mágicos recantos
da montanha
que me recebeu como um filho.

Chorei de felicidade
ao ver o brilho do teu olhar
que ressuscitou novamente
alegria e a esperança
quase inexistente.

Alimentaste o meu coração
com a tua divina e fiel amizade
carinho e alegria.

As circunstâncias da vida
que me impediam de te ter
levaram-te para longe.
Um novo lar,
uma nova esperança.


Naquele momento
foi imenso
o teu desespero.
Lutaste no objectivo
de te libertares da trela
que te prendia.
O teu olhar começou a perder o brilho
e na humildade que te caracteriza
deitaste-te, e fechaste os olhos
como sinal de profunda dor.


A tempestade da separação
atingiu como um raio
o meu coração
e fez chover lágrimas
como se de uma esponja tratasse
apertada já
pela saudade.

Um ano depois
soube que tinhas morrido.
Quis o destino
que a tua curta vida
acabasse triste.
Mas se Deus existe
tu eras
e serás
eternamente
o meu anjo

Hórus

publicado por Hórus às 18:04
link do post | comentar
25 comentários:
De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 23:44
Nem sei bem como iniciar este comentario, nem sei bem como o dizer, mas...
Bem...
Tudo o que começa tem um fim e...
O meu blog chegou ao fim...
O que digo não abrange tudo o que sinto, o que sinto não se ajusta ao que digo e o que digo parece sem sentido para os que não sentem o mesmo que eu.
Obrigada por todas as palavras e por todo o carinho, mas...
O meu mundo acabou...
Porém... Podes ficar secretamente á espera de um gesto, de um sinal, pois sempre que poder venho ao teu cantinho, pois, já és parte do meu mundo virtual!
Obrigada por tudo!Débora
(http://mundoondeexisto.blogs.sapo.pt)
(mailto:dede@sapo.pt)


De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 19:45
Horus estou achorar com teu poema e sei que teu anjo vela porti. Belíssimo, porque os animais têm alma e vêm, para além de nós. BeijoMaria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:mantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 19:39
Olá! já não vinha cá à muito tempo :p está tudo bem por aqui? bom vinha pedir para visitares o seguinte endereço:http://laystest.blogs.sapo.pt e juntares-te a esta luta. A sapo criou novas palntaformas e os blogs devem migrar para lá, no entanto ao fazermos isso, perdemos os nosso templates e as coisas, ficamos apenas com os textos e os comentários e não será possivel personalizar os templates a nao ser apenas os predefenidos pelo sapo, os blogs que não migrarem ao fim de 2meses serão apagados, por isso criaram este blog, onde se pede para se juntarem num abaixo assinado, para podermso convencer a sapo a ficarmso com os nossos blogs na palntaforma antiga, ou poderem alterar a nova de modo a podermos mecher no html, se estas interessado, junta-te à luta e divulga também. bjinhos e boa semanasnow
(http://dreamtears.blogs.sapo.pt)
(mailto:snow_deep@sapo.pt)


De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 19:28
Simplesmente lindo...Como um animal pode ser tão importante na nossa vida?!Felizes os que sabem cuidar dos animais como se de pessoas se tratassem!Parabéns pelo poema e pela demonstração de afecto sem preconceito!AbraçoGaybriel
(http://www.silenciosentido.blogs.sapo.pt)
(mailto:amor_amizade_1980@hotmail.com)


De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 13:42
Caro JC, são laços animais que nos fazem ver o quão humanos somos e este vai ser sempre o teu anjo porque ele está dentro de ti. Obrigado pelas tuas palavras, abraço.L****...
(http://fly_over!)
(mailto:arquitectura@escala-urbana.pt)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 23:52
Dassss... E na verdade ficam sempre e para sempre dentro de nós, qd o destino nos prega destas e outras!!!Aran_aran
(http://capricornioemim.blogs.sapo.pt)
(mailto:aran_aran@sapo.pt)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 22:30
Quando a ligação com os animais é perfeita, a dor de os perdermos é enorme! Lamento o que se passou. Os animais têm o dom de nos perceber e acompanhar, de ser fiéis e nossos amigos... Fica bem! Bjs de LuzMoonLight
(http://atmoonlight.blogs.sapo.pt/)
(mailto:moonlight@sapo.pt)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 22:24
Olá. Aqui estou eu mais uma vez. Cada vez que entro aqui há sempre algo que me passa calma, ou algo que emociona. Emocionei-me com este texto. Parabéns, não me canso de dizer que tu és daquelas pessoas que tem o dom da palavra.
Obrigada pelo comentário lá no meu Cantinho, gostei de ler as tuas palavras.
Boa semana.
BeijosCarla
(http://cantinhodacarla.blogs.sapo.pt)
(mailto:carlaatvieira@netcabo.pt)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 19:36
Nunca li nada mais bonito do que este choro de saudade por um cãoLuisa
(http://ecosdotempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:luisa34@netcabo.pt)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 16:37
Palavras que lapidas deixando apurar a essência dum sentir profundo... Beijo meu :)Neith
(http://www.echoes.blogs.sapo.pt)
(mailto:neith@sapo.pt)


Comentar post