Domingo, 26 de Fevereiro de 2006

ESPÍRITO LIVRE

Liberdade.JPG

Preciso!!!

acalmar a ânsia.
e encontrar a evasão
deste antro
frio como o gelo
e escuro como a noite.
Desejo cobrir o meu coração
de clorofilas
para iluminar e aquecer
esta cárcere excruciante
e libertar a minha alma.

Tornar-me-ei então
numa bela
e imponente
Águia
simbolo de audácia
e perseverança
e ao som de música celta
voarei até as origens
do meu ser...

Do Gêres
á Irlanda do Norte
os meus olhos
resplandecem
e libertam
águas cristalinas
que se misturam
com a luz
libertada pelo sol
e faz renascer
um belo
e colorido
arco – íris.

Iluminam-se
num êxtase
os campos verdes
as papoilas
e as margaridas.

A melancolia
se evaporou
e eu grito
bem alto...
viva a liberdade!

Hórus

publicado por Hórus às 23:08
link do post
De Anónimo a 2 de Março de 2006 às 17:04
Soberbo este teu poema...fica a sensação de que temos algumas coisas em comum :) BeijinhosNeith
(http://www.echoes.blogs.sapo.pt)
(mailto:neith@sapo.pt)


Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.