Domingo, 16 de Maio de 2004

Alma perdida

alma.JPG

Toda esta noite o rouxinol chorou.
Gemeu, rezou, gritou perdidamente!
Alma de rouxinol, alma da gente
Tu és, talvez, alguém que se finou

Tu és, talvez um sonho que passou
que se fundiu na dor, suavemente
Talvez sejas a alma, a alma doente
D´alguém que quis amar e nunca amou

Toda a noite choraste, e eu chorei
Talvez porque, ao ouvir-te, adivinhei
Que ninguem é mais triste do que nós!

Contaste tanta coisa à noite calma
Que eu pensei que tu eras a minha alma
Que chorasse perdida em tua voz!

publicado por Hórus às 01:56
link do post
De Anónimo a 28 de Maio de 2004 às 17:00
Sei que a vida tem sido muito madrasta para ti e tens sofrido muito...No entanto como tens verificado já surgiu ao longe uma luzinha muito ténue ao fundo do túnel que tens que atravessar...Essa esperança vai se concretizar quando menos esperares e estou rezando para que seja o mais rápido possível mas como vês são estas más fases da vida que nos fazem crescer!
Aliás, como eu tenho verificado no decorrer da minha vida nada de material nos dá tanta satisfação senão aquilo que nós conseguimos dar aos outros!! Esta é que é a verdadeira riqueza da nossa vida! Um exemplo desta frase é o teu blog que nos faz pensar e maravilharmo-nos com o facto de ainda estarmos vivos e assim poder contribuir com algo de bom para os outros! Força amigo!!chafarica
</a>
(mailto:chafarica_033@hotmail.com)


Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.