Quinta-feira, 8 de Abril de 2004

Vida



Quando o dia desperta
E a cidade acorda
Começa o lufa-lufa
Que só acaba ás seis.
Depois disso sou outro!
Quanta vida finjo ter!
Máscara em cima de máscara
Personagem em cima de personagem.
E lá vou eu
Rolando pela vida
Deixo-a passar, ou ela a mim!
Quanta gente engano?
Quanta gente me engana?
Mas... penso que é assim
Porque se assim não fosse
O que seria de mim!


publicado por Hórus às 01:36
link do post
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.