Terça-feira, 9 de Maio de 2006

Mãe

És a santa que ouve as nossas alegrias e tristezas
a harmonia do teu amor abençoou-nos
com o teu carinho e amizade.                                             
A tua imensa força  interior
libertou-nos da pedra
que nos impedia de andar.
És rainha de um palácio encantado
onde nós minha querida mãe
somos os teus principes.
 
As tua lágrimas são cristais
de pontas agudas e cortantes
que despedaçam os nossos corações
e torna cinzento o teu belo e colorido
vale encantado.
 
Mãe, deixa entrar a primavera
e liberta a flor que tens dentro de ti
porque nós, minha querida mãe
seremos eternamente as tuas
sementes que crescem
nesse belo e encantador
jardim maternal.
Hórus

publicado por Hórus às 02:14
link do post
De Sindarin a 10 de Maio de 2006 às 10:47
Olá! Desculpa a demora. Lindo poema e linda tua mãe! As mães... Podemos-nos discordar delas, fazer algumas coisas das quais nos arrependemos k encontramos sempre um sorriso compreensivo e um conselho adequado. Será por isso k as doramos!!! Beijinhos restos de boa semana


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.