Sábado, 21 de Janeiro de 2006

DOCE MAR

Mar.jpg


Lanço-me
ao mar,
sinto a água
terna e sensual,
a cobrir o meu corpo.
O perfume a maresia,
e o intenso azul,
floresce novamente
meu corpo e alma.
Saio radiante
cheio de doce espuma,
com sabor a sal.
Sento-me
em grãos de acuçar
amarelo,
fecho os olhos,
e aprecio
a sinfonia das ondas,
dirigidas pelo maestro
sol.
Na simplicidade
de tão belo momento,
solto do meu
pensamento,
sussurro
como é esplêndido,
e belo
o nosso
mar .

Hórus

publicado por Hórus às 19:44
link do post
De Anónimo a 30 de Janeiro de 2006 às 00:12
Não somos nós sêres que na nossa gênese viemos das águas? Tambem não fomos nós que nas águas, passamos uma gestação de nove meses? A água representa para nós o balsamo cândido que nos liberta das impurezas do corpo, e no seu étereo refrescante e revigorante nos vai limpando a alma dos erros e omissões que cometeu contra si mesmo, e contra os outros. A água é nossa submissão ao infinito, e o conhecimento de causa da fragilidade fisica e instintiva que nos intranquiliza e inquieta. Mas é igualmente, banhando o nosso interior com água pura e cristalina que descobrimos a alquimia do sentimento. O de sabermos que não estamos sós, quem somos e para onde vamos. A água nos revela o mistério que deixou de o ser, de que afinal podemos ser imortais, vencer a morte, e superar as barreiras visiveis e invisiveis da vida, e constatando que afinal o infinito deixou de o ser. Não foi atravês das águas do Jordão que Jesus ganhou conciência de si mesmo, e decidiu enfrentar o mundo, pela causa de muitos? Muitas felicidades para o Horus e para o seu magnifico e deslumbrante espaço. Mais que as imagens fisicas, é a admirável magia das palavras que dá substância ao sentimento e alimenta o coração. [Dominio dos Anjos]HumbertotheWizard
(http://DominiodosAnjos.Blogs.Sapo.Pt)
(mailto:HumbertotheWizard@Hotmail.Com)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.