Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2006

ANJO NO PARAISO

vales encantados2.JPG


Encontrei-te..
Belo e imponente.
Parecias um anjo no paraiso.
Branco como a neve ,
o seu pêlo era sedoso e suave.
Pedi-te no silêncio do olhar,
se podias levar-me até casa,
começaste a curvetear,
como resposta positiva ao meu pedido.
Partimos então,
pelas brumas que cobrem tão misterioso,
e belo caminho.
Senti-me um principe de outras épocas.
Cavalgando por vales encantados,
avisto paisagens de tamanho encanto.
Para saciar a nossa sede,
estavamos repletos de fontes,
com águas cristalinas e frescas,
que descem pela montanha abaixo.
Perdi-me em tão belo sonho,
pois a natureza tem o dom,
de nos fazer acreditar ,
que a vida é bela.
Avistei por fim o meu destino,
e com uma lágrima no rosto,
despedi-me de ti.
Atravessei o arco-iris,
e esculpi eternamente,
no meu coração,
esta tão bela e mágica,
terra que eu amo,
de nome ,
Gerês.


Hórus

publicado por Hórus às 00:30
link do post | comentar
32 comentários:
De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 15:47
" PENSEM NISSO "

O verdadeiro sentido da vida.
É ter a impressão que se tem
tudo mesmo quando falta muito.
É ter esperança mesmo quando a
tristeza insiste em nos alcançar.
É saber a hora de parar e escolher
outros caminhos.
É tentar conhecer um pouco de você.
E expandir tudo que você tem de bom.
É enfrentar as lágrimas e delas buscar
um sorriso.
E acreditar que tudo pode acontecer.
E cada experiência é única.
E cada amanhecer é mágico.
BJÃO!!!!!!!!

Mellzinha
(http://www.mellzinha.blogger.com.br)
(mailto:mellzinhafeliz@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 19:42
Magnifico sem dúvida! E ai, Gerês!!!! Não conheço pessoalmente, mas sei tem recantos que são uma delicia... Espero que ainda tenha sobrevivido às ameças dos fogos!!!Aran_aran
(http://capricornioemim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:aran_aran@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 18:06
Gostei de viajar com o teu garrano através da paisagem mágica que também aprendi a amar depois de vários acampamentos durante o Verão! Apesar de não ter nascido lá o meu coração ficou lá preso pelas boas lembranças! Adoro o Minho, embora seja algarvia e tenho pena que o homem esteja com a sua ganãncia a destruir tudo o que temos de bom na nossa paisagem!Inês
</a>
(mailto:inesraquelcorreia@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 17:54
Gostei imenso do teu blog e embora não conheça o Minho fiquei com imensa vontade de conhecer sobretudo essa zona de que também já me haviam falado e comparado com as paisagens da nossa pérola do Atlãntico! Vou voltar! Beijos!Anabela
</a>
(mailto:abento@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 17:18
É sem dúvida uma serra de muita beleza e mais bela ficou com o teu dedicado poema...beijocasmoolightgirl
(http://meninadoluar.blogs.sapo.pt/)
(mailto:starlightgirl_m@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 17:08
Olá!
Não conheço o Gerês... mas fiquei com imensa vontade, ao ler as tuas belas palavras.
Boa semana pra ti tb.
BeijosCarla
(http://cantinhodacarla.blogs.sapo.pt)
(mailto:carlaatvieira@netcabo.pt)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 13:46
gerês é realmente mto bonito... já foi meu destino de férias mtas vezes...
aproveito pa te deixar um beijo grande... fica bem!!!crisflora
(http://crisflora.blogs.sapo.pt)
(mailto:crisflora@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 13:38
O deslumbre da Natureza nos encanta de delicia a cada nova descoberta, e o que observamos nem se consegue traduzir em palavras, só em lindos poemas em que o coração também sente...beijos com carinho.Lagoa_Azul
(http://www.lagoaazul.blogspot.com/)
(mailto:bomdialagoaazul@gmail.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 13:29
Sentir locais é coisa de gente muito sensivel, de coração aberto, de gente que ama a vida nas coisas simples. Eu sinto algo parecido, um encanto assim, por Évora. Encantamentos mil e obrigada pelas visitas ao "magia das palavras"Magia
(http://outrapartedemim.blogs.sapo.pt)
(mailto:perlimpimpins@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 12:11
O Gerês é belo e encerra em si segredos e cumplicidades de quem consegue com ele conversar... Poder cavalgar em terras tão envolventes, deve ser pura magia...
É assim que me sinto quando o faço nas travessias junto ao Tejo...MoonLight
(http://atmoonlight.blogs.sapo.pt)
(mailto:moonlight@sapo.pt)


Comentar post