Segunda-feira, 17 de Abril de 2006

A Ti Me Confesso

 

Deus...

Porque me pedes

para

sentir em nós

uma razão

para não

ficarmos sós.

Frágil é o meu coração

magoado pela verdade

vítima de ilusão

que perdeu vitalidade.

 

Graciosa borboleta

prisioneira da sua própria Crisálida

coberta pela sombra impenetrável

que escureçe e torna pálida

a curta vida inalterável.

 

A alvura do meu ser

entenebrece a minha vida.

Será a impenitência um dom

ou um defeito a rever?

 

Peço-te, meu Deus

guarda-me esta Terra

que sendo de todos nós

gira de noite e de dia

tão pura e divinal

para que num futuro distante

possa viver livre e em harmonia

neste património natural.

 

Hórus

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por Hórus às 00:13
link do post | comentar
20 comentários:
De oteudoceolhar a 17 de Abril de 2006 às 01:11
A escrita continua a mesma de sempre...dá vontade de ler, ler, ler...mas levei um sustoconfessso:( o teu template o encanto da noite escura do azul? Que revolta pelo que o sapo anda a fazer. Enfim voltei ou tento voltar ao mundo dos blogs...Deixo-te um grande beijo espero que esteja tudo bem *


De soaresesilva a 17 de Abril de 2006 às 16:24
Manter a terra pura vai ser difícil! O teu blog está muito mudado...não tiras a imagem do sapo? É que não dá bem com a tua escrita!


De Maria Papoila a 17 de Abril de 2006 às 22:26
A imagem está fabulosa mas este template branco não condiz contigo Horus. O poema está fabuloso. Beijo


De Nylda a 18 de Abril de 2006 às 09:35
Olá Hórus...
Lindo o teu poema como sempre.
é sempre muito bom passar pela tua página para te ler.
Agora vou te confessar que este template não tem nada a ver contigo, malditos tipos da sapo que estragaram tudo :(.
Hórus, desejo-te uma excelente semana, deijo um beijo e um sorriso.


De Magia a 18 de Abril de 2006 às 11:44
E que linda confissão nos fazes...e que linda poesia nos ofereceste...
Ás vezes é preciso abrir os braços e gritar ao mundo o que nos vai na alma, mesmo que tenhamos a sensação que ninguém nos ouve ou compreende...ao menos o silêncio está lá, com toda a certeza ;)
Beijos Mágicos

http://blog.comunidades.net/amagiadaspalavras/index.php


De MoonLight a 20 de Abril de 2006 às 09:26
Olá! Continuas profundo como sempre! Belíssimo! Muita força! Aproveita bem cada momento, o aqui e o agora... Bjs de Luz


De Laços... a 20 de Abril de 2006 às 13:59
Olá, já tinhas saudades de passar por aqui! A casa está diferente mas a força das palavras mantém-se! Abraço


De Sindarin a 21 de Abril de 2006 às 19:25
Que linda oração nos trazes, com que belas palavras nos brindas sempre. Peço desculpa pela demora mas não foi por esquecimento, antes por falta de tempo. Um gde bj e bom fim de semana.


De _Neith_ a 23 de Abril de 2006 às 15:49
E num manto negro derramas uma prece que transformas numa belíssima poesia . Um beijo enorme :)
P.S. devido a problemas de servidor mudei de endereço:
www.some-echoes.blogspot.com


De Ignorada a 23 de Abril de 2006 às 17:40
Cheguei até a você pelo blog de uma amiga, me deparei com suas escritas e me coloquei a ler.....em alguns momentos vieram lágrimas em meus olhos e a satisfação de ver tão grande sentimento colocado em forma de textos. MEus parabéns e continues assim, com este carinho imenso pelas palavras e afetos!
Abraços da ignorada


Comentar post