Domingo, 26 de Março de 2006

CORAÇÃO PRISIONEIRO

CAUJS1IB.jpg


Liberto

o meu corpo
que percorre em silêncio
vales encantados
e imponentes montanhas
na ânsia de encontrar
o caminho iluminado
por velas de aromas inconfundíveis.
e míticos seres, que guardam e protegem
tão precioso local.

Sinto em mim
uma certa melancolia
receio de falhar
e perder a batalha
perante tão grandioso adversário.

Enfrento finalmente o inimigo.
Munido do corselete
da fé e esperança
O poder dos guardiões
É imenso..
A sua insolência
revoltante.

A raiva libertada
do meu corpo
torna-se num forte aliado
no confronto
perante tão impiedosos seres.

Venci o inimigo
depois dum extenso combate.
Meu corpo ensanguentado
por profundos golpes
causados durante a batalha
chega finalmente ao castelo.

Ao entrar na fortaleza
fria como o gelo
e escura como noite sem luar
imploro a Deus que me dê
forças a este já débil corpo
que eu sinto quase desfalecer.

Fecho os olhos
em sinal de fraqueza e cansaço
mas a fé incentiva-me
a abrir novamente os olhos.
Vejo na escuridão
de tão medonho castelo
uma luz cintilante
que ilumina
uma longa escadaria.

Levanto-me
e desço degrau a degrau
cambaleando

Ao chegar
avisto uma suja e húmida
masmorra.
lá dentro a luz
libertada pelo meu coração
em sinal de grito, silenciado pela dor
Aproximo-me, abro a porta
sorrio e digo...

Now, you are free!!!

Hórus

publicado por Hórus às 20:59
link do post
De Anónimo a 27 de Março de 2006 às 18:34
Ei! Sorria...
Mas não se esconda atrás desse sorriso...
Mostre aquilo que você é sem medo.
Tire as máscaras.
Existem pessoas que sonham com o seu sorriso, como eu.
Viva! Tente!
A vida não passa de uma tentativa.Ei!
Olhe a sua volta, quantos amigos...
você já tornou alguém feliz hoje?
Eu já...deixando aqui o desejo
de um dia feliz para ti e um
sorriso.
Beijos

Nylda
(http://nylda.blog.simplesnet.pt/)
(mailto:nyldaju@gmail.com)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.