Sábado, 20 de Novembro de 2004

VISÃO




A ideia de que estamos a suportar o insuportável é uma das coisas que me fazem continuar a lutar pelo sonho, que não passa actualmente disso mesmo, mas
é relativamente facil ter coragem quando nos confrontamos com um perigo tangivel. Porém maior coragem requer enfrentar o nebuloso, o incerto, o inominavel medo que assombra a minha alma inquieta em relação ao meu futuro.
Foi quando me apercebi, que enquanto caminhava, fiz a viagem da solidão para o isolamento.
E este é o mundo dos grandes e silenciosos herois que a nossa sociedade não soube reconhecer...

Hórus

publicado por Hórus às 03:49
link do post | comentar
22 comentários:
De Anónimo a 3 de Dezembro de 2004 às 19:57
este video é simplesmente lindo!
adoro o teu blog, adoro as tuas ideias, adoro a maneira como escreves.
nem sequer consigo responder à altura dos teus textos...tens mesmo algo se especial!catarina
(http://katariiina.blogs.sapo.pt)
(mailto:www@www.www)


De Anónimo a 26 de Novembro de 2004 às 19:11
JC,pelo que estou a constatar tens muita sorte em teres amigos que te sabem aconselhar na ocasião certa. Podes agradecer a Deus por isso...e também a ti próprio porque esse facto só demonstra que sabes cultivar o dom da amizade.Em situações de conflito e extrema pressão perde sempre quem tem a cabeça quente e a língua solta...Sei que não é nada fácil lidar com estas situações mas elas carecem sempre de muito tacto, paciência e muita correcção para que ninguém te possa apontar alguma irregularidade de carácter mais gravoso! Assim sempre que saíres do teu local trabalho tens a consciência do dever cumprido! Embora perspectives novos rumos há que saber dar um passo de cada vez!Pelo que me apercebi as tuas chefias carecem de qualidades no que diz respeito ás relações humanas!Doutro modo saberiam motivar os seus subordinados. Poderiam mesmo solicitar um esforço suplementar mas também ofereceriam contrapartidas para recompensar esse mesmo esforço!Assim o ambiente de trabalho seria bem diferente!
Para finalizar um conselho de amigo:
A sinceridade não consiste em dizer tudo o que se pensa mas em pensar em tudo o que se diz! Um abraço!CARLOS
</a>
(mailto:carlosperry_645@msn.com)


De Anónimo a 26 de Novembro de 2004 às 11:21
Tu caminhas pelos caminhos que achas mais certo. Faças o que fizeres tenta não te vires a arrepender mais tarde. Por vezes temos de engolir "sapos" mesmo que saibamos que isso vai custar muito. Tu vales muito e tens de mostar aos outros aquilo que vales e que és capaz de fazer. Tem força amigo. Tu és forte e consegues.Tiegas
(http://naturalezamuerta.blogs.sapo.pt)
(mailto:ruicsd@sapo.pt)


De Anónimo a 26 de Novembro de 2004 às 01:17
Amigo não desistas, não podemos estar à espera de ser glorificados, a tua causa é q será a tua gloria pois será ela mesma que te dará força para continuar a lutar. A sociedade não presta, temos de levar facadas e sorrir a quem nos faz mal, porque dependemos desta sociedade. Porém, o isolamento singular é uma arma que podes usar para superar toda essa sociedade podre. Tu és um amigo especial, por isso rapaz, força ;)Hijo De La Luna
(http://hijodelaluna.blogs.sapo.pt)
(mailto:hijo_de_la_luna@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Novembro de 2004 às 18:00
Amigo José Carlos
Sabes como a minha vida tem sido nos últimos anos muito complicada...Por isso não tenho vindo a comentar regularmente como desejaria.Estou feliz pelo teu regresso e aqui te deixo algumas frases que li algures no "Sunday Times":
"Cada dia que passa é mais uma oportunidade para procurarmos um caminho que dê sentido á nossa vida!Poucos são os viajantes que levam em mente a noção exacta daquilo que procuram...A maioria sai com uma ausência no coração que esperamos preencher...não sabemos bem com quê.É essa mesma sensação de irrealizado que nos faz avançar. O bom "viajante" é aquele que está sempre a meter o nariz nos assuntos alheios. De facto é necessário efectuar algumas perguntas estranhas quando se quer avaliar a vida alheia.
Certo dia porém encontramos uma vida que se nos adapte e então lá ficamos para sempre.O mundo está cheio de viajantes que fizeram uma pergunta a mais, obtiveram uma resposta satisfatória e nunca mais voltaram para casa!" Portanto amigo arrisca e procura a tua felicidade! Um abraço fraterno!Sardinha
</a>
(mailto:Sardinha_1952@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Novembro de 2004 às 00:42
deixa-me oferecer-te estas palavras que fiz minhas apenas para te dar." Nosso medo mais profundo não é o de sermos inadequados. Nosso medo mais profundo é que somos poderosos além de qualquer medida. É a nossa luz, não as nossas trevas, o que mais nos apavora. Nós nos perguntamos: Quem sou eu para ser Brilhantes, Maravilhosos, Talentosos e Fabulosos? Na realidade, quem é você para não ser? Você é filho do Universo! Nascemos para manifestar a glória do Universo que está dentro de nós. Não está apenas em um de nós: está em todos nós. E conforme deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo. E conforme nos libertamos do nosso medo, nossa presença, automaticamente, libera os outros."
(Nelson Mandela)
Um beijinhomyryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)


De Anónimo a 23 de Novembro de 2004 às 23:34
Humberto tu vieste enriquecer este blog com o teu vasto conhecimento e transmitir toda a tua soberana visão que tens pela vida. Obrigada por tudo. Uma abraço.Hórus
(http://josecarlos.blogs.sapo.pt)
(mailto:josesoares_1979@msn.com)


De Anónimo a 23 de Novembro de 2004 às 17:49
"Yo tamben soi un fratelito perduto in el mundo del silencio e de la obscuridad! Necessito urgentemente duma palavra amiga como a que has dispensado a mi amigo Hórus! No quieres invitar-me a tomar um café ou um púcaro de chá? Me escusa yo te invito a tomares comigo uma chávena de chá de hortelã-pimenta no "Chá da Lapa"! Trata-se duma pequenita casa de chá na Rua da Lapa, mesmo ao lado da Rua das Janelas Verdes, precisamente ou lá perto onde Eça de Queirós situava o Ramalhete, a residência dos Maias. Poderemos visitar o Museu Nacional de Arte Antiga, passar pelo largo embelezado por um chafariz magnífico onde uma Vénus e um Cupido murmuram segredos desde 1775! Quem sabe se para lá da amizade o Cuoido não nos atravessará com a seta do Amor! Se aceitas envia-me um email! Fico á espera até...2005!Arcanjo
</a>
(mailto:gabriel_112@msn.com)


De Anónimo a 23 de Novembro de 2004 às 17:28
Este blog é um dos poucos onde os comentários não se resumem apenas a meia dúzia de letras apressadas...Pelo que verifiquei quem aqui deixa os comentários lê mesmo o texto dos autores e procura também participar com as suas ideias, o que não deixa de ser não só estimulante para o autor como interessante para quem o visita! Continua amigo!
Quanto ao texto, julgo que todos nós passamos, estamos a passar ou já passámos por situações idênticas. Tens que ser tu a rasgares o véu do isolamento e encarar a vida de frente! Coragem meu amigo! Quando quiseres posso ir tomar café contigo e ter uma conversa...mas, apenas de irmão para irmã...Capisci!? Ciao fratelo mio!Cândida
</a>
(mailto:candidasoares_981@msn.com)


De Anónimo a 23 de Novembro de 2004 às 11:36
Saúdo todos os intervenientes neste espaço, e saúdo particularmente o Horus, que tem uma veia literária muito criativa. Visito este lugar na qualidade de amigo e interessado nos conteúdos aqui descritos. Agradeço a atenção concedida, e finalizo lembrando ao Horus que ele tem nome de Deus.Humberto Espiridião
</a>
(mailto:lightwizardhe@hotmail.com)


Comentar post