Sábado, 20 de Novembro de 2004

VISÃO




A ideia de que estamos a suportar o insuportável é uma das coisas que me fazem continuar a lutar pelo sonho, que não passa actualmente disso mesmo, mas
é relativamente facil ter coragem quando nos confrontamos com um perigo tangivel. Porém maior coragem requer enfrentar o nebuloso, o incerto, o inominavel medo que assombra a minha alma inquieta em relação ao meu futuro.
Foi quando me apercebi, que enquanto caminhava, fiz a viagem da solidão para o isolamento.
E este é o mundo dos grandes e silenciosos herois que a nossa sociedade não soube reconhecer...

Hórus

publicado por Hórus às 03:49
link do post | comentar
22 comentários:
De Anónimo a 22 de Novembro de 2004 às 19:26
Amigo, julgo que os teus amigos pelo que li nos comentários anteriores apenas te querem dar coragem e animar para que tenhas forças para enfrentares este nosso mundo tão cruel para com as pessoas mais dotadas de sensibilidade e poesia que sinto emanar do teu blog. Sinto que és uma pessoa pura e sensível como raramente se consegue encontrar hoje em dia.De certo modo concordo com um dos teus amigos.Por vezes não nos mostramos á luz do dia e este facto faz com que nós próprios criemos uma espécie de concha de solidão que com o decorrer do tempo vai endurecendo e assim nos arrasta para as profundezas dum oceano qualquer! Tens que procurar conviver mais com os teus amigos e amigas!Eu vivi também durante muitos anos isolada em mim mesmo...Como as flores na Primavera tens que desabrochar para a vida! E tu sabes como ela é tão efémera! Coragem amigo! Um beijo!Sofia
</a>
(mailto:Sofia_1956@msn.comA)


De Anónimo a 22 de Novembro de 2004 às 19:03
Irmão,regressaste enfim das profundezas do inferno e parece que te queres redimir de todos os teus pecados passados e já agora porque não dos futuros! Irmão eu tenho esse poder através do AMOR e vou já enviar-te via email uma Madalena pecadora com quem poderás procriar e encher a blogoesfera de muitos bloguinhos! Desculpa amigo! Vade Retro Satanás! O irmão Chafarica fez com que eu desenvolvesse pensamentos obscuros e pecaminosos na busca incessante do prazer! Ele é um prevertido e procura desencaminhar os amigos para a senda do Mal!...Não haverá por aí também uma irmã adulta disposta aos mais diversos sacrifícios para apaziguar esta minha febre carnal!? Que Deus me perdoe, por esta blasfémia! Amen! Reza muito...por mim! Arcanjo
</a>
(mailto:Gabriel_112@msn.com)


De Anónimo a 22 de Novembro de 2004 às 18:24
Ora bem regressaste de novo ao mundo silencioso da blogoesfera! E como sempre o Carlos Perry, cavalheiro de grande linhagem e ao que sei imbuído de muito sangue azul oriundo da nossa pérola do Atlântico está a encher o blog cá do rapaz com as suas filosofias muito prosaicas! Para que saibas o que este jovem precisa é urgentemente duma donzela que cavalgue com ele nas dunas do deserto e entre os lençóis do seu leito...Não haverá aqui na blogoesfera uma bloguista simpática que queira tomar um cafézinho num destes fins de semana...a fim de trocar ideias e outros fluídos...espirituais!
Camarada JC,muita coragem e força na verga!
Para ti ó Perry vê lá se te deixas de repetir...Até pareces um daqueles discos muito antigos de 33 rotações! Vê lá se te curas!Um abraço!Chafarica
</a>
(mailto:chafarica_033@hotmail.com)


De Anónimo a 22 de Novembro de 2004 às 18:13
Embora a internet seja um meio de comunicação fantástico, atingindo em apenas alguns segundos qualquer parte do globo terrestre tem como sabes as mais diversa limitações.Tu mesmo o afirmas" fiz a viagem da solidão para o isolamento" Há que saber aproveitar a janela virtual para se poder saltar para o mundo real e aí sim aprender a caminhar caminhando...Hoje podes ter sofrido um grande desgosto ou sentires falta de apoio no teu serviço mas amanhã poderás ter uma grande alegria e encontrares alguém por quem anseias há tanto tempo.Segue sempre em frente lutando com muita tenacidade e esperança por uma vida melhor! Verás que as alegrias acabarão por compensar os sacrifícios dessa tua ousadia...A vida é uma sucessão de riscos que tens de ultrapassar a fim de alcançares o teu pr´prio equilíbrio emocional e demonstrares a todos a riqueza interior da tua personalidade!
OBRIGADO AMIGO PELO TEU REGRESSO!!Carlos
</a>
(mailto:carlosperry_645@msn.com)


De Anónimo a 22 de Novembro de 2004 às 17:34
Embora a internet seja um meio de comunicação fácil e quase instantâneo tem porém as suas limitações.Pelo teu próprio texto se pode constatar esse facto "fiz a viagem da solidão para o isolamento". Há então que iniciar um ponto de viragem da tua vida, procurando não te afastar do mundo que palpita lá fora! Aprender a caminhar caminhando...um grande desgosto aqui mas uma grande alegria mais á frente sempre lutando com muita esperança por uma vida melhor! Verás que as alegrias vão compensar os sacrifícios da tua ousadia! A vida é uma sucessão de riscos que tens de ultrapassar a fim de alcançares o teu próprio equilíbrio emocional e descobrires a tua verdadeira personalidade! Um abraço, meu grande amigo e OBRIGADO pelo teu regresso!Carlos
</a>
(mailto:carlosperry_645@msn.com)


De Anónimo a 21 de Novembro de 2004 às 13:16
Sabia, não sei como mas sabia, que irias voltar. Estou a caminhar agora por estradas mais iluminadas...agora. Sai há pouco (terei saido?) das estradas da solidão. Daquele lugar onde o silencio e a loucura são tudo o que mora dentro de nós...Quando caimos, quando a queda é tão grande que nos parece impossivel erguer-mo-nos, quando não há mais fundo para onde cair, onde os nossos silêncios são cheios de gritos mudos, onde os nossos olhos são vazios de dor, só nos resta ficar no fundo ou erguermo-nos. Fiquei parada algum tempo lá...talvez a descansar da vida (todos os guerreiros precisam descansar de vez em quando). Agora pouco a pouco, tento viver. Quando te leio vejo isso dentro de ti. Sinto! Sempre vi melhor com os olhos do coração. O teu post está belissimo. As tuas palavras revelam esperança "..fiz o caminho da solidão.." ainda bem que estás tambem tu a sair desse caminho. Doi demais. Deixo-te um abraço.. Só quem já precorreu esse caminho (de verdade)consegue entender.myryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)


De Anónimo a 21 de Novembro de 2004 às 12:32
"HORUS é um deus da religião dos antigos egípcios, representado com cabeça de falcão e cujo olho figurado como um disco solar, "que tudo vê". Salvou a humanidade da escuridão ao derrotar o maligno Seth. Ilustra a luta permanente da luz contra as trevas e da vitória da bem sobre o mal." Se usas o seu nome, porque não segues o seu exemplo?Humberto Espiridião
</a>
(mailto:lightwizardhe@hotmail.com)


De Anónimo a 21 de Novembro de 2004 às 00:00
Quando a palavra esperança já não me transmite a força necessária para lutar, acabamos por cair na desilusão de uma sociedade perdida de valores morais e sentimentais.Hórus
</a>
(mailto:josesoares_1979@msn.com)


De Anónimo a 20 de Novembro de 2004 às 23:40
Quando a transmissão do dom da palavra e sentimentos de cada um de nós é produzido pela nossa boa consciência e realizado com a nossa melhor intenção, haverá espaço para desilução?Humberto Espiridião
</a>
(mailto:lightwizardhe@hotmail.com)


De Anónimo a 20 de Novembro de 2004 às 22:32
...o mundo dos grandes e silenciosos heróis que a nossa sociedade não soube reconhecer..." Foram já 10 anos a tentar,transmitir o dom da palavra e sentimentos,onde a desilusão quase me levou para sempre deste pobre mundo globalizado.Um abraço Humberto e obrigado.Hórus
</a>
(mailto:josesoares_1979@msn.com)


Comentar post