Terça-feira, 26 de Outubro de 2004

PERDIDO

perdido1.JPG

Se me perco, se me encontro
Nunca me procurei
Se deslumbro, se me mando
Nunca me encontrei

Se adormeço, se me esqueço
eu nunca me sonhei
se me dou, se mereço
apenas me entreguei

Quem eu sou
onde estou
nunca soube onde vou
o que sou
nunca quis
o que quero é ser feliz

HÓRUS

( Começo a viribus deficere )

publicado por Hórus às 22:47
link do post | comentar
19 comentários:
De Anónimo a 30 de Outubro de 2004 às 23:58
ai que pena tenho que não escrevas mais vezes!! Bom fim de semanamyryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2004 às 23:49
Vais ser feliz certamente. Tem confiança em ti. Bom fim de semana.power
(http://nus.blogs.sapo.pt)
(mailto:power31@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2004 às 10:19
Tu não estás perdido no mundo. Estás sim perdido dentro de ti porque não te consegues orientar com as mentalidades dos que te rodeiam, ès difrenete e tens muito valor por seres assim. És especial para os que gostam de ti, és um principe de sonhos que não se perde nos caminhos que encontra pela frente mas sim que se orienta em estradas que abrem mundos de confiança e amizade com os que te rodeiam e que te admiram pela pessoa que és. Não estás perdido. Tiegas
(http://naturalezamuerta.blogs.sapo.pt)
(mailto:ruicsd@sapo.pt)


De Anónimo a 28 de Outubro de 2004 às 22:24
Todos os dias me retorna ao pensamento o sentimento de ... me sentir perdido. será que estamos sozinhos nesta fugaz passagem? será que temos de dar tudo nesta vida? será a nossa alma uma tábua rasa em que cada encarnaçao crava a sua essência? Somos inteligentes, mas não o suficiente para discernir o nosso verdadeiro fado. Apenas inteligentes para...ter fé e não pensar nisso. O teu poema traduz o nosso desencontro e a ânsia por algo que nos faça sonhar acordado. parabensAndré
</a>
(mailto:andrealmeida@zmail.pt)


De Anónimo a 28 de Outubro de 2004 às 00:32
Amigo, preciso da tua ajuda (e dos teus contactos). Tenho uma ninhada de gatinhos em casa. Não queres ficar com um deles? Conheces quem queira? Espreita o meu blog. Bjos ***Formiguinha
(http://formiguinha.blogs.sapo.pt/)
(mailto:blog_formiguinha@sapo.pt)


De Anónimo a 27 de Outubro de 2004 às 16:06
Na realidade, somos todos uns seres muito indefinidos á nascença...Somos como um bocado de barro que se vai moldando no decorrer dos anos e que nunca atinge a perfeição mas que procura incessantemente a felicidade...Um dia esse barro inclina-se para o solo e ali se inicia novo ciclo!Portanto vai curtindo o melhor que puderes esta tão efémera passagem...Felicidades!Chafarica
</a>
(mailto:chafarica_033@hotmail.com)


De Anónimo a 27 de Outubro de 2004 às 00:45
Pronto agora vou embora antes que fique aqui até adormecer :-) ainda estou a trabalhar(em casa) e essa musica leva me para longe...longe...nas asas de um sonho...(desculpa os meus tantos comentarios)myryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)


De Anónimo a 27 de Outubro de 2004 às 00:30
esta musica embala-me....myryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)


De Anónimo a 27 de Outubro de 2004 às 00:29
Já li... já reli... na realidade já reli duas vezes...Reconheci-me ai nas tuas palavras, que mais posso dizer que faça algum sentido?Talvez me entendas... um abraçomyryan
(http://myryanblogs.blogspot.com/.)
(mailto:myryan@sapo.ptm)


Comentar post